Homenagem a Fernando Boulhosa

 

Esta semana começou triste no mundo do Carnaval. Uma tristeza dessas que pede para os Trios desligarem os alto-falantes, fazendo 1 minuto de silêncio, e os abadás serem trocados pelo luto. Ontem tivemos a perda de um dos maiores ícones do Carnaval baiano, Fernando Boulhosa, que fez da sua vida um carnaval, trabalhando com afinco por ele.

Fernando Boulhosa foi, em todas as etapas do Carnaval, um dos principais precursores da modernidade da festa. Empresário e Carnavalesco, começou sua história com o Bloco “Os Internacionais”, conseguindo solidificar e transformar a entidade em um dos mais importantes blocos do Carnaval de Salvador. Ao longo de sua história empresarial, Boulhosa sempre se adaptou às mudanças que o Carnaval exigiu. Quando fundado, o Internacionais era um bloco composto só por homens, que saíam fantasiados com banda de sopro. Quando o carnaval exigiu, ele transformou a banda de sopro em trio elétrico; em seguida tornou o bloco misto, permitindo a associação de mulheres; depois aderiu ao uso das mortalhas e posteriormente dos abadás, quando foi necessário. Sempre esteve presente apoiando e difundindo as mudanças e modernizações do Carnaval, nunca como coadjuvante, mas sempre como protagonista.

Boulhosa teve também grande parte de sua vida dedicada à liderança nesse segmento. Foi, por várias oportunidades, presidente do Conselho Municipal do Carnaval e presidente da Associação dos Blocos de Trio, sempre com liderança muito forte em ambas as organizações, agregando opositores e conseguindo buscar o que havia de mais importante para o crescimento e fortalecimento do Carnaval, em meio aos interesses e opiniões divergentes.

Como todo líder obsessivo, Boulhosa teve que abrir mão de momentos de lazer e ocasiões com a família em prol de um interesse coletivo. Esse é o seu principal mérito: ter feito da sua vida uma doação, como qualquer líder que se dedica com ênfase a uma causa coletiva.

Com a perda de Boulhosa, o Carnaval fica mais vulnerável e fragilizado. Esse é um momento de muito trabalho para fortalecer a festa, principalmente em homenagem à sua memória.

A Central do Carnaval deixa aqui sua homenagem a esta importantíssima figura que marcou também a nossa história. Axé, Fernando!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s